Vidas Passadas.
Vidas Passadas Câncer





↪ "Quem nasceu sob o signo ou ascendente em câncer está passando por uma encarnação extremamente importante no tocante ao seu desenvolvimento interior, porque este é o signo de entrada da alma ao nível do sentimento. Isto ocorre porque câncer é um signo aquático, relacionado com o útero, a maternidade, as águas primordiais. Estas pessoas são muito envolvidas com estes assuntos, tornando-os em um verdadeiro ponto focal, senão uma obsessão em suas vidas.

Os cancerianos possuem a oportunidade de crescerem espiritualmente e transcenderem a materialidade da existência. Além disso os cancerianos são dotados de uma memória espetacular, muitas vezes conseguindo se lembrar de suas vidas passadas espontaneamente. Tal pode ocorrer através de um sonho, na leitura de algum livro que o impressione ou uma paisagem. Este dom lhes foi dado para que compreendam mais sobre a natureza da existência, justamente por se encontrarem em um ponto crucial de sua evolução. Precisam ter consciência dos fatos passados e saberem perdoar de coração, pois os cancerianos carregam mágoas oriundas de muitas vidas passadas. Isto lhes atrasa a vida porque sentem dificuldade em confiar nos outros e procuram cobrar de uma forma ou outra aquilo que acham que lhes é devido.

Os cancerianos jovens sentem dificuldade em lidar com estas lembranças espontâneas principalmente se nasceram em culturas que não aceitam a reencarnação. Além disso podem tomar atitudes vingativas ou de difícil compreensão baseado em fatos do passado que os que o cercam desconhecem; logo, é tomado como infantil, encrenqueiro ou birrento quando na verdade está expressando suas mágoas seculares.

O vínculo cármico do canceriano com a mãe é extremamente forte, justamente por este signo estar ligado à maternidade, ao nascimento e à família. Estas questões perturbarão a vida do canceriano até que ele as resolva, pois este é o seu principal desafio cármico. O sentimento pela mãe pode estar carregado dos mais contraditórios sentimentos como ódio e amor, indiferença e preocupação. É preciso que o canceriano compreenda que a pessoa mais importante para si mesmo não é a sua mãe, seu cônjuge, seu filho, mas ele mesmo. Isto não significa ser egoísta, mas ter amor-próprio, principalmente quando se respeita o espaço do outro e o seu próprio espaço. Às vezes acontece do canceriano já ter a sua própria família e continuar carregando as mágoas do passado, principalmente da infância, impedindo-o de ser completamente feliz. Pode ainda ocorrer que o canceriano viciado no sofrimento do passado, passe a recriar o mesmo sofrimento com seus filhos e cônjuges. É preciso que se corte o cordão umbilical e assuma a sua própria vida sem remorsos. É claro que o vínculo mais forte que o canceriano encontrará nessa vida é com sua mãe, e é claro que o relacionamento será delicado, mas o mais importante é transformá-lo em respeito, respeito de ambas as partes e consciência de que possam recomeçar senão nessa vida mas em outra. Outros cancerianos nascem órfãos de mãe e carregam está mágoa consigo por toda a vida. É preciso que estes cancerianos tenham em mente que não estão sendo punidos, que não valem menos que os outros; simplesmente precisavam de que isso lhes ocorresse para se tornarem mais fortes, talvez por terem sido no passado excessivamente dependentes.

Esta insegurança básica dos cancerianos, que os leva a se apegarem excessivamente às coisas e às pessoas, são na verdade lembranças inconscientes de um passado turbulento em que perderam tudo o que tinham. Por isso, quando maiores, buscam nessa vida, profissões sólidas que lhes confira respeito profissional.

A vida passada do canceriano está representada pelo signo de gêmeos, mostrando que acumularam um vasto conhecimento, principalmente o filosófico o que lhes dota de um senso de humor peculiar. Por terem vivido em inúmeras culturas, uma mais diferente do que a outra, o canceriano possui um profundo conhecimento do caráter humano sendo bastante sensível ao sofrimento alheio.

No passado foram um tanto irresponsáveis ou inconseqüentes; talvez tenham fugido das responsabilidades ou buscado uma vida fácil e totalmente voltada aos prazeres. Como conseqüência terão de trabalhar bastante nessa vida e talvez terão de passar por choques emocionais com o objetivo de que venham a amadurecer. Os cancerianos têm como missão nessa vida criar uma família sólida, terem filhos e preservarem a tradição. O casamento assumirá um papel importante em suas vidas sendo um campo de aprendizado e aprimoramento de suas almas. Para que o canceriano consiga realmente ser feliz, ele precisa antes de tudo aprender a não ser tão apegado às coisas e às pessoas e aprender a perdoar e a esquecer.

É preciso ter cuidado com a viva imaginação canceriana, pois esta pode exagerar os fatos, distorcendo a realidade e criando problemas onde antes não existiam. Aprender a diferenciar o sonho da realidade é um desafio que o canceriano deve aprender para que possa obter o equilíbrio emocional. Outro problema freqüente para quem é canceriano, é a facilidade em ter problemas de peso. Isto ocorre por causa do imenso vazio interior ao qual são acometidos, quando estão emocionalmente insatisfeitos, às vezes essa insatisfação sendo oriunda de problemas de infância ou de outras vidas. Os pais de cancerianos devem ter especial atenção com suas palavras, porque este signo é muito sensível sendo facilmente magoado. É preciso dar-lhes especial atenção e procurar passar-lhes segurança. Tendo feito isso, é difícil que ocorra problemas de peso mais adiante, porque a comida é associada à mãe, à nutrição. Se há um bom relacionamento com a mãe, e se o canceriano estiver expressando suas qualidades maternais, então não haverá uma super-compensação ou sub-compensação através da comida. Às vezes ocorre de um canceriano, ter por exemplo, em outra vida passado muita fome, e ao nascer em uma família abastada, buscar a super-compensação, mesmo quando está sendo emocionalmente nutrido. É preciso que o canceriano, busque então, por si só, o equilíbrio, que pode ocorrer através de muito erro e acerto, mas sendo igualmente valiosa a experiência. A partir do momento em que o canceriano resolver o seu problema com a comida, sabendo se perdoar ele conseguirá cumprir com sua missão de vida, que é levar apoio, compreensão e carinho aos demais.

Câncer é um signo ligado ao mito da grande mãe, e o seu símbolo o caranguejo, é para os Egípcios, o escaravelho, que representa a longa vida, a imortalidade da alma e também as memórias mais antigas. É um signo profundo, que freqüentemente desperta a pessoa para as questões mais transcendentes do espírito, ainda que com uma abordagem um tanto juvenil. Não podemos esquecer que a lua, regente de câncer, em muitas culturas assumiu a forma de várias deusas e com várias faces, representando a glorificação do feminino e o anseio por uma ligação mais profunda com os mistérios da vida e morte. Da mesma forma que a lua possui suas 4 fases, que representam níveis de crescimento, os cancerianos também passam por um processo semelhante a nível interior. Freqüentemente estão encerrando e iniciando ciclos, às vezes presos a um padrão muito antigo, de difícil rompimento.

O signo de gêmeos representa os fundamentos da sociedade, como visto anteriormente na descrição deste signo. Enquanto o signo de câncer representa a institucionalização da sociedade, ou em outras palavras, da formação do Estado e do homem-político. Realmente, o nosso ideal de Estado, é de uma organização com funções maternais, ou seja de assistir, dar educação, segurança, garantia de comida, qualidades totalmente cancerianas. Assim, um canceriano, possui um traquejo especial para lidar com o público, apesar da timidez natural, podendo também ser uma lembrança daquela vida intensamente comunicativa ao qual se teve, representado pelo signo de gêmeos. Enfim, o canceriano tem uma facilidade natural em ser popular, mas deve antes de tudo combater a sua necessidade de controlar e de tender para o autoritarismo. Geralmente esta necessidade de controlar é oriunda de uma profunda insegurança interior, e o temor que se tem ante o imprevisível.

Os cancerianos ou com ascendente em câncer nascidos entre 1914 e 1939 possuem plutão em câncer. Esta posição extremamente forte mostra que estes cancerianos têm a possibilidade de alcançarem um profundo despertar espiritual, mas só se aceitarem a morte de velhos hábitos. No passado, foram importantes figuras políticas de suas comunidades, mas o mau uso do poder obriga-os a passarem por profundas transformações nessa vida.

Os cancerianos deveriam meditar sobre estas palavras, talvez quando estiverem olhando a lua, ou inspirados por uma noite estrelada, para que se lembrem que o tempo resolve tudo."

           
Parceiros de conteúdo Esotérica™ — Editora Pensamento.
Conteúdo exclusivo BMGV EDITORA 1995 © todos os direitos reservados.

DMCA.com Protection Status